Carta Aberta à Sociedade Passofundense



No dia 23 de fevereiro de 2012 o Clube dos Amigos e Protetores dos Animais, (CAPA) completa 10 anos de existência na defesa e proteção dos animais. Muitos são os motivos para nos orgulharmos do trabalho realizado e muitas são as preocupações com o cenário atual.

Além de termos o único abrigo de animais da cidade de Passo Fundo, onde temos aproximadamente 500 animais, entre cães, gatos e cavalos, atividade essa que é a mais característica da nossa entidade, o CAPA tem uma atuação muito forte na questão da educação ambiental, fazendo parte de importantes fóruns de discussão como o Conselho Municipal do Meio Ambiente (CMMA), Assembléia Permanente pela Preservação Ambiental (APPA), e inúmeros trabalhos desenvolvidos em Escolas e Faculdades de nossa cidade.

O CAPA se orgulha de ter retirado das ruas de Passo Fundo aproximadamente 10.000 animais em todo esse período e ter encaminhado milhares desses para adoção. Nada nos traz mais satisfação do que retirar um animal vítima de maus tratos de sua realidade, tratá-lo, castrá-lo e depois vê-lo em um lar feliz e amoroso recebendo todo o carinho e atenção que merecem.

Durante esses dez anos, muitos animais acabaram morrendo, por não responderem aos tratamentos veterinários devido à gravidade de suas enfermidades, ou, aguardando um lar, vítimas do preconceito de não terem “raça”, ou, ainda por estarem fora dos padrões de estética.

Mesmo nos casos de falecimento, sabemos que fizemos a nossa parte e pelo menos minimizamos suas dores dando-lhes um final digno.
Todo esse lindo trabalho só consegue ser realizado devido aos abnegados voluntários que doam parte de suas vidas ao convívio com nossos animais, ao apoio da sociedade que contribui através de suas doações e ao Conselho Municipal do Meio Ambiente que através do Fundo do Meio Ambiente disponibiliza uma ajuda de custo anual para nossa entidade.

Ao fazermos um balanço desses 10 anos temos como resultado a sensação de dever cumprido. Temos total convicção de que o trabalho do CAPA traz benefícios para toda a sociedade passofundense, não importando se as pessoas gostam ou não de animais, pois trata-se de uma questão de saúde pública.

Talvez no início, o CAPA fosse visto como um clube de amigos legais que cuidavam de animais, atualmente seu trabalho social é considerado de fundamental importância para a saúde pública de nosso município. Cabe ressaltar que tendo mais de 20.000 animais abandonados nas ruas de nossa cidade, a questão extrapola o binômio gostar e não gostar de animais...

A idéia inicial de apenas acolher animais e encaminhá-los para adoção, logo foi ganhando novos objetivos, como o da educação ambiental já citada. Prova disso é o Movimento Passo Fundo Livre de Carroças, encabeçado pelo CAPA e que já reúne mais de 5.000 assinaturas, visando se tornar um Projeto de Lei de iniciativa popular.

Tantos outros exemplos poderiam ser listados também, como a organização da Manifestação Crueldade Nunca Mais que reuniu mais de 300 pessoas na Praça da Mãe recentemente, ou , ainda a luta pela proibição de touradas em nosso município. Também poderíamos citar Leis aprovadas que tiveram o auxílio de nossa entidade, como: a proibição dos cães de aluguel, a inclusão do Dia Internacional dos Direitos dos Animais (DIDA) no calendário oficial do município, e, etc.

Muitos são os motivos de alegria e orgulho para todos que fazem parte dessa história, mas muitos também são os motivos que nos trazem preocupações.
É lamentável que políticas públicas voltadas aos animais não tenham sido implantadas até o dia de hoje. Se durante esses dez anos de nosso entidade existisse uma política pública de castrações em massa, certamente hoje estaríamos comemorando o fechamento do nosso abrigo e mantendo apenas o trabalho de educação ambiental. Infelizmente o município jamais se preocupou com o tema esterilização e o que temos é que mesmo retirando 10.000 animais das ruas, Passo Fundo segue com 20.000 animais abandonados.

Também nos entristece o fato da morosidade do Poder Público em nos alcançar o valor determinado pelo CMMA, bem como a demora da concessão de uma área adequada para seguirmos com nosso trabalho.

Se analisarmos os pontos negativos listados, teríamos motivos de sobra para fechar as portas, desistirmos de tudo, cruzarmos nossos braços e seguirmos cuidando de nossas vidas, tendo mais tempo para compartilharmos momentos de alegria com nossas famílias e amigos.
Jamais faremos isso!

Por mais obstáculos que nos apresentem seguiremos lutando com a mesma força que nos nutre desde 2002. Seguiremos lutando firmes e fortes por que nosso compromisso é com os animais. E eles não tem culpa de serem abandonados, de não existirem políticas públicas de controle de natalidade, muito menos tem culpa pela pouca importância que o Poder Público nos dá.

Com o apoio da sociedade, seguiremos por mais 10, 20, 30 anos. Não importa o tempo, enquanto os animais precisarem de nosso trabalho, lá estaremos nós.

Agradecemos a todos que fizeram e fazem parte dessa história.
Lembre-se: se você não faz parte da solução, você faz parte do problema.

Adote essa ideia. Adote o CAPA!

Vida Longa ao CAPA!

Forte Abraço,
Clube dos Amigos e Protetores dos Animais

Um comentário:

Nathaly disse...

Olá gente, eu queria saber quanto custa a castração de gatas. Pergunto isso porque uns filhos da p... abandonaram no meu pátio duas gatinhas e uma cadela. Esses bichinhos são uns amores, principalmente a cadela que é grande e tem um cancer enorme. Eu quero cuidar de todos eles, mas eu já tenho um gato e se eu não cuidar daqui a pouco em vez de ter tres eu já vou ter uns dez ( pra mais!)
meu e-mail é nathalypedroso@yahoo.com.br
obrigada!